Minha Internet não está funcionando! Será?

Publicado: 06/01/2011 em Uncategorized

É comum alguém ao ligar o computador gritar: “A Internet não está funcionando!!!”.

Mas será que realmente a Internet não está funcionando? Será que não é o DNS – servidor de nomes? Como eu sei isto? É isto que abordaremos aqui!

No que tange o tema rede de computadores o motivo para a tal “Internet” não funcionar (de forma simplista) está ligado diretamente ao cabo de rede ou ao roteador/modem. Então, caso você tenha problemas para acessar a Internet abra um prompt de comando (bash, cmd) e utilize o comando ping para testar a conexão.

Eu geralmente “pingo” o host 8.8.8.8, exemplo ping 8.8.8.8. Se a conexão com a Internet não estiver funcionando a resposta vai ser algo como:

ping 8.8.8.8
connect: Network is unreachable (Rede inalcançável)

Outros demonstrativos de erros serão host is unreachable (host inalcançável) ou simplesmente o comando vai parecer estar congelado e não fará nada. Caso ocorram problemas nos testes com o ping verifique os cabos (conexão principalmente) e depois veja a configuração do roteador/modem. Inicie sempre do mais simples para o mais complexo, não vá formatar o computador por causa de um cabo mau encaixado.

Caso o comando ping tenha como resposta:

ping 8.8.8.8
PING 8.8.8.8 (8.8.8.8) 56(84) bytes of data.
64 bytes from 8.8.8.8: icmp_req=1 ttl=53 time=53.4 ms
64 bytes from 8.8.8.8: icmp_req=2 ttl=53 time=59.3 ms
64 bytes from 8.8.8.8: icmp_req=3 ttl=53 time=57.2 ms
64 bytes from 8.8.8.8: icmp_req=4 ttl=53 time=55.4 ms
^C
— 8.8.8.8 ping statistics —
4 packets transmitted, 4 received, 0% packet loss, time 3007ms
rtt min/avg/max/mdev = 53.479/56.373/59.343/2.178 ms

Significa que o link com a Internet está funcionando! Parabéns você esta conectado a rede mundial de computadores… (para abortar o ping pressione Control+C, não confie cegamente no ping pois alguns computadores/redes bloqueiam o uso do ping).

Aqui, depois deste passo anterior,  pode inicial o problema que eu quero abordar… Muita gente ainda vai gritar que “minha Internet ainda não está funcionando”, mas o comando ping retornou com sucesso de um computador que está na Internet (8.8.8.8 é um IP válido na Internet) então o que está acontecendo?

Muita gente vai fazer o seguinte:

- Reiniciar o computador que não está acessando a Internet;

- Reiniciar o roteador/modem;

- Esbravejar que a velocidade da sua rede não é satisfatória;

- e várias outras coisas, como culpar o Windows.

Porém, em uma grande maioria dos casos o problema é o bendito servidor de nomes.

 

Como funciona um servidor de nomes – DNS

Na Internet geralmente não utilizamos IP’s (os números que representam os computadores na Internet, tal como 204.152.191.37 ou 64.233.163.104), mas sim nomes tal como http://www.google.com, http://www.kernel.org, já que é mais fácil para nós pessoas comuns, lembrar de nomes ao invés de números.

Quando a gente digita, por exemplo http://www.google.com nosso computador pede a um servidor que converta o nome http://www.google.com para um IP, tal como 64.233.163.104. É bem parecido com a agenda de um telefone celular. Caso o servidor de nomes não responda (por estar sobrecarregado, por exemplo) não é possível converter o nome em um IP e consequentemente não conseguimos acessar o computador que queremos. Note que podemos acessar a Internet sem utilizar nomes, desde que saibamos os IP’s. Então digitar http://www.google.com ou http://64.233.163.104 vai te levar para o mesmo lugar.

O que fazer para ver se você esta com problemas de DNS?

Depois de ter executado com sucesso o passo anterior (teste do ping com o IP) você terá certeza que consegue acessar a Internet por IP’s. Agora vamos testar o servidor DNS, o jeito mais fácil de se fazer isto também é com o ping, só que ao invés de “pingar” um IP vamos “pingar” um nome como o http://www.google.com, exemplo:

ping http://www.google.com
PING http://www.l.google.com (64.233.163.104) 56(84) bytes of data.
64 bytes from bs-in-f104.1e100.net (64.233.163.104): icmp_req=1 ttl=53 time=28.7 ms
64 bytes from bs-in-f104.1e100.net (64.233.163.104): icmp_req=2 ttl=53 time=41.9 ms
^C
http://www.l.google.com ping statistics —
3 packets transmitted, 2 received, 33% packet loss, time 2002ms
rtt min/avg/max/mdev = 28.773/35.345/41.917/6.572 ms

Se o comando tiver a saída como apresenta anteriormente você não tem problemas com o seu servidor DNS, já que como podemos reparar ele converteu o nome http://www.google.com em um IP e conseguiu “pingar” tal IP.

Em alguns casos o administrador de rede pode bloquear o uso do protocolo ICMP tipo ECHO que faz o ping funcionar (ai não dá para fazer testes de acesso a rede com o ping), mas mesmo assim dá para fazer o teste do DNS, só que neste caso o ping não vai “pingar” mas vai resolver nomes, exemplo:

ping http://www.google.com
PING http://www.l.google.com (64.233.163.104) 56(84) bytes of data.
^C
http://www.l.google.com ping statistics —
4 packets transmitted, 0 received, 100% packet loss, time 2999ms

Repare na saída acima que não são apresentas as indas e vindas do ping, mas podemos ver que o nome foi resolvido em um IP, neste caso digitamos http://www.google.com e foi retornado o IP 64.233.163.104.

Bem se você não obtiver as respostas acima mas sim algo como:

ping http://www.google.com
ping: unknown host http://www.google.com

Você esta com problemas com o seu DNS e deverá esperar alguém resolver isto para você ou resolver você mesmo. Eu indico a segunda opção! :-D

 

Como resolver o problema de DNS?

Existem duas formas básicas:

- Utilizando um servidor alternativo:

O jeito mais fácil de resolver este problema é procurar por servidores DNS alternativos.

Bons servidores para isto são os 8.8.8.8, 8.8.4.4 (ambos do Google que é bem confiável – descobri que era do Google com o Daltux, obrigado!), 208.67.222.222 e 208.67.220.220 (esses dois últimos do OpenDNS).

Não é muito recomendável utilizar DNS das empresas Telecons, tal como Oi, Embratel e GVT, pois normalmente ocorrem problemas de DNS sobrecarregados, quando utilizamos os servidores padrão de empresas de telecomunicação. Isto já seria natural com estas empresas devido ao número de usuários. Fora isto o número de ataques de DDoS nessas empresas é enorme o que ajuda neste cenário caótico.

Parece que estas empresas nunca vão entender que resolvendo esses problemas elas terão menos reclamações com o serviço de Internet. Mas isto provavelmente não acontece por motivos inescrupulosos – já que muitos usuários pensam que vão resolver este tipo de problema pagando mais por um link mais veloz e consequentemente deixando essas empresas com mais dinheiro, mas vamos deixar isto para lá.

Para configurar um servidor desses alternativo em sistemas UNIX podemos simplesmente editar o arquivo /etc/resolv.conf como root, por exemplo:

echo “nameserver 8.8.8.8″ > /etc/resolv.conf

echo “nameserver 208.67.222.222″ >> /etc/resolv.conf

Neste caso estamos colocando como nosso servidor primário o servidor DNS do Google e como secundário o servidor do OpenDNS! Com isto as chances de falhas ficam reduzidas, principalmente se comparadas ao uso de servidores DNS da GVT e da OI.  ;-)

No Windows é só entrar em propriedades do protocolo IPv4, da placa de rede que dá acesso a Internet e configurar os IP’s de servidor DNS de forma estática. É muito simples fazer isto no rWindows, tão simples que é difícil de explicar isto aqui… rsrsrs…

- Utilizando um servidor DNS próprio!

A melhor solução para administradores de rede resolverem este problema (principalmente em empresas) é criar o seu próprio servidor DNS, utilizando por exemplo o Bind.

Pode parecer algo muito complexo mas para fazer isto basta fazer o seguinte, no Slackware:

sh /etc/rc.d/rc.bind start

Este último comando ira iniciar um servidor DNS, para saber se deu certo basta executar o netstat:

netstat -an –udp
Active Internet connections (servers and established)
Proto Recv-Q Send-Q Local Address           Foreign Address         State
udp        0      0 0.0.0.0:512             0.0.0.0:*
udp        0      0 0.0.0.0:37              0.0.0.0:*
udp        0      0 127.0.0.1:53            0.0.0.0:*

Podemos ver na última linha que a porta 53 esta ativa o que indica que o servidor DNS está funcionando… feito isto basta indicar como no passo anterior, que o servidor DNS é o host onde ligamos o Bind. Nesta solução, fora a comodidade de termos um servidor DNS só para a gente, temos também a questão da segurança, pois vários ataques de segurança são arquitetados alterando-se servidores DNS.

Conclusão

Por fim quando gritarmos a “Internet não está funcionando”, devemos parar e pensar por que esta afirmação provavelmente está errada, pois a Internet é um sistema construído na época da guerra fria para ser altamente disponível (e isto ela faz muito bem), ou seja, manter a transmissão de dados ininterrupta, desta forma a chance da Internet parar é quase nula. Então, quando não conseguimos acessar a Internet provavelmente não é a Internet que não funciona, mas sim o nosso link de conexão com a Internet que está com problemas ou como apontou o Post existe uma grande chance do link e a Internet estarem OK e o problema é simplesmente o servidor DNS, que não está resolvendo nomes.

Eu fiz este Post principalmente para pegar no pé da GVT e da OI pois isto causa muitos problemas, hoje por exemplo eu tive de fazer esta configuração do DNS estático apontando para o 8.8.8.8 para uma senhora de idade que havia chamado um eletricista para ver o cabeamento de rede! Depois de algum tempo eles me chamaram e eu fiz somente a configuração estática do DNS e resolvi o problema… ficaram os dois pasmos de o quão simples foi resolver o problema!!! Mas é claro que um usuário comum não vai conseguir relacionar o problema de DNS com a Internet funcionado mau! Veja só a senhora chamou um eletricista, e o eletricista me chamou… eu não tive coragem de cobrar da senhora por adicionar alguns números e muito menos o eletricista teve coragem de cobrar nada pois nem sabia o que fazer… ou seja, só quem ganhou foi a Telecom –  já eu a senhora e o eletricista só perdemos tempo!!!

About these ads
comentários
  1. Pedro Vitor disse:

    Muito bom! Esclareceu muitas dúvidas.
    Valeu!!!

  2. Matheus Augusto disse:

    Eu mesmo não sabia disso, obrigado ajudou bastante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s